Equipe da saúde de Cláudia passa por capacitação para diagnóstico da hanseníase e população tem acesso a avaliações – Prefeitura de Cláudia

Equipe da saúde de Cláudia passa por capacitação para diagnóstico da hanseníase e população tem acesso a avaliações

Ao todo, foram realizadas 62 avaliações, sendo que 14 casos foram confirmados; o número está dentro dos padrões regionais

 

O conhecimento sobre a hanseníase é essencial para que os pacientes recebam o diagnóstico e o tratamento antes que a doença avance e cause sequelas. Sabendo disso, o executivo de Cláudia, por meio da secretaria de Saúde, realizou no último sábado (05) uma capacitação com profissionais da área no município, além de oferecer a população avaliações sobre possíveis casos da doença na cidade.

Entre os profissionais que participaram das ações estão, seis enfermeiros, quatro médicos, um técnico de enfermagem, um regulador municipal e uma estagiária de enfermagem. Além de uma equipe formada por dois médicos e mais duas profissionais especializadas em hanseníase de Sinop, que presidiram as atividades.

Ao todo, foram realizadas 62 avaliações, sendo 14 diagnósticos confirmados, totalizando percentual de 22,58% de casos positivos, número que está dentro dos padrões regionais.

“Estamos realizando essa busca ativa para diagnosticar o máximo de pacientes possível, só assim conseguiremos vencer com eficácia a hanseníase. Vale lembrar, que a enfermidade tem cura, portanto, temos que buscar, descobrir e tratar. O executivo está sempre preocupado em oferecer o melhor a sociedade”, explicou a secretária de Saúde, Eli Rizzi.

Um dos responsáveis pela capacitação, foi o renomado médico e referência no tema, Francisco Specian Júnior. O profissional reforçou a necessidade da realização de uma busca ativa e engajada.

“Não é necessário um alvoroço, ou um apavoramento por parte da população. O que está acontecendo não é um surto ou uma epidemia. Quanto mais casos forem diagnosticados, melhor é, pois assim podemos quebrar a transmissibilidade e esse fator é muito positivo. Dessa maneira, as pessoas daquele local onde a procura está acontecendo não terão mais essa doença a médio e a longo prazo”, ressaltou.

Outro ponto destacado pelo especialista, foi da importância no auxílio aos portadores da hanseníase.

“Fizemos com que as pessoas diagnosticadas retornassem para suas casas com segurança, explicando a elas as reações possíveis, ou seja, auxiliando para que elas aceitem esse fator de forma tranquila, sem gerar duvidas e medos”, salientou.

Já a enfermeira e coordenadora da Atenção Básica, Ângela Ramos Pereira, ressaltou a necessidade do acolhimento desses pacientes.

“Uma das questões que interfere muito é o preconceito. Vale destacar que todos estamos suscetíveis a ter hanseníase, alguns vão desenvolver e outros não, então as pessoas tem que mudar a visão, quebrar esse pré-julgamento, pois a partir do momento que o paciente toma os medicamentos, ele já deixa de ser um bacilo transmissor”, pontuou.

Para finalizar, o médico parabenizou a gestão municipal de Cláudia pelo empenho.

“A ação da administração pública, por meio da secretária, é louvável em relação a essa capacitação aos profissionais, pois são poucas as cidades que de fato se preocupam em fazer isso”, concluiu.

+ NOTÍCIAS

ADIADA A CHEGADA DO PAPAI NOEL

O pé d’água impediu que as renas do Papai Noel chegassem a Cláudia nesta sexta-feira (06). Mas já conseguimos contato…

RESPEITO AO AMBIENTE: Voluntários plantam árvores em frente ao Acácio Guzzo

Respeito ao meio ambiente ensinado na prática. Com essa mentalidade e muita disposição em tornar a cidade melhor, diversos voluntários…

TCE aprova contas da gestão Kurten por unanimidade

O Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso aprovou as contas da gestão do prefeito Altamir Kurten, do ano…