Equipe da saúde de Cláudia passa por capacitação para diagnóstico da hanseníase e população tem acesso a avaliações

Ao todo, foram realizadas 62 avaliações, sendo que 14 casos foram confirmados; o número está dentro dos padrões regionais

 

O conhecimento sobre a hanseníase é essencial para que os pacientes recebam o diagnóstico e o tratamento antes que a doença avance e cause sequelas. Sabendo disso, o executivo de Cláudia, por meio da secretaria de Saúde, realizou no último sábado (05) uma capacitação com profissionais da área no município, além de oferecer a população avaliações sobre possíveis casos da doença na cidade.

Entre os profissionais que participaram das ações estão, seis enfermeiros, quatro médicos, um técnico de enfermagem, um regulador municipal e uma estagiária de enfermagem. Além de uma equipe formada por dois médicos e mais duas profissionais especializadas em hanseníase de Sinop, que presidiram as atividades.

Ao todo, foram realizadas 62 avaliações, sendo 14 diagnósticos confirmados, totalizando percentual de 22,58% de casos positivos, número que está dentro dos padrões regionais.

“Estamos realizando essa busca ativa para diagnosticar o máximo de pacientes possível, só assim conseguiremos vencer com eficácia a hanseníase. Vale lembrar, que a enfermidade tem cura, portanto, temos que buscar, descobrir e tratar. O executivo está sempre preocupado em oferecer o melhor a sociedade”, explicou a secretária de Saúde, Eli Rizzi.

Um dos responsáveis pela capacitação, foi o renomado médico e referência no tema, Francisco Specian Júnior. O profissional reforçou a necessidade da realização de uma busca ativa e engajada.

“Não é necessário um alvoroço, ou um apavoramento por parte da população. O que está acontecendo não é um surto ou uma epidemia. Quanto mais casos forem diagnosticados, melhor é, pois assim podemos quebrar a transmissibilidade e esse fator é muito positivo. Dessa maneira, as pessoas daquele local onde a procura está acontecendo não terão mais essa doença a médio e a longo prazo”, ressaltou.

Outro ponto destacado pelo especialista, foi da importância no auxílio aos portadores da hanseníase.

“Fizemos com que as pessoas diagnosticadas retornassem para suas casas com segurança, explicando a elas as reações possíveis, ou seja, auxiliando para que elas aceitem esse fator de forma tranquila, sem gerar duvidas e medos”, salientou.

Já a enfermeira e coordenadora da Atenção Básica, Ângela Ramos Pereira, ressaltou a necessidade do acolhimento desses pacientes.

“Uma das questões que interfere muito é o preconceito. Vale destacar que todos estamos suscetíveis a ter hanseníase, alguns vão desenvolver e outros não, então as pessoas tem que mudar a visão, quebrar esse pré-julgamento, pois a partir do momento que o paciente toma os medicamentos, ele já deixa de ser um bacilo transmissor”, pontuou.

Para finalizar, o médico parabenizou a gestão municipal de Cláudia pelo empenho.

“A ação da administração pública, por meio da secretária, é louvável em relação a essa capacitação aos profissionais, pois são poucas as cidades que de fato se preocupam em fazer isso”, concluiu.

+ NOTÍCIAS

Nota de Pesar

É com extremo pesar que a Prefeitura Municipal de Cláudia informa o falecimento da menor F. S, de cinco anos…

Bem vindo 2021

  O ano de 2020 foi de grandes desafios, mas com fé e muito trabalho, aos poucos estamos superando tudo…

Médico dá dicas de prevenção ao Covid-19 para festas de fim de ano

  Com a proximidades das festas de fim de ano e com o encontro com as pessoas mais idosas de…

Windows Lizenz Windows 10 Lizenz Office 2019 Lizenz Kaufen Office 365 kaufen Windows 10 Home kaufen Office 2016 kaufen windows 10 satın al windows 10 pro satın al