Nossa Cidade

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Cláudia é uma cidade, situada no norte do Estado de Mato Grosso, sua população em 2010 (IBGE) era de 11 028 habitantes, nasceu de um projeto de colonização que houve no século XX, no Centro Oeste brasileiro.

A criação da cidade, que pertencia a uma região conhecida como Gleba Celeste, foi obra de uma política de colonização privada, por meio da Colonizadora Sinop S.A.  empresa dos empresários Ênio Pipino  e João Pedro Moreira de Carvalho, empresa esta que foi encarregada de construir infraestrutura básica para seus moradores, bem como promover a propaganda necessária para trazer  novos migrantes  para região.

O Colonizador Ênio Pepino preocupou-se em nomear o loteamento da Gleba Celeste, as cidades, estradas, córregos, ribeirões com nome de mulheres com a intenção em homenageá-las, pois as mulheres dentro da pureza de sua criação são fontes de vitalidade na organização do bem familiar, contribuem, dão significados e tornam possível a visão de um futuro de paz e progresso, desta linda surgiu o nome da cidade.

As primeiras famílias que chegaram na década de 70, na sua maioria de origem italiano e grande parte do Rio Grande do Sul e Paraná, acreditaram nas propagandas feitas pela Colonizadora Sinop S.A. e trouxeram consigo sonhos de adquirir mais terras e cultivar café, plantar mandioca para a Sinop Agroquímica S.A, criar gado e trabalhar com a madeira, com muito sacrifício, coragem e fé em Deus, lançaram os alicerces da cidade que nascia em meados de 1978.

Diante de uma abertura no meio da mata, precisava encontrar meios para sobreviver, diante de tantas dificuldades naquele cenário de colonização, faltava-se tudo, aos poucos tudo foi se organizando. A Colonizadora Sinop S.A. instalou um poço com 04 caixas d’ água para atender as famílias.

Os irmãos Maldonados Sr. Antônio Arambul Maldonado, Osvaldo Maldonado e Raul Maldonado foram os primeiros moradores, o sonho destes irmãos era trabalhar na extração da madeira, instalaram a 1ª Madeireira que foi denominada pela família MADEIREIRA CLÁUDIA, muitas casas foram construídas com a madeira serrada por eles.

A Srª Roseli de Moura Maldonado, foi a primeira professora em Cláudia-MT, quando aqui chegou seu esposo se sensibilizou-se com a crianças sem aula e construiu uma casa para ela começar a lecionar.

A participação da igreja na colonização do norte do Mato Grosso possui dimensões muito amplas, atingindo a maioria dos projetos dessa região. No projeto de colonização em Cláudia a Igreja Católica foi construída pelos fiéis que aqui chegaram. O primeiro Padre a dirigir a igreja foi o Pe. Kiyoharu Ojima. Outras denominações chegaram logo após.

O atendimento à saúde dos que chegavam em Cláudia, em 1979, era oferecido através da “Drogaria Li Lu”, de propriedade do Sr. Aurélio Lino Teixeira, farmacêutico que juntamente com sua esposa Jacy Andrade Teixeira, tentavam ajudar a todos que precisavam.

O Hospital de Maternidade Dona Nilza foi instalado posteriormente e era dirigido pelos médicos Dr. Shigueru e o Dr. Hitoschi, mas em meados de 1.983, os médicos fecharam o hospital e foram embora. Diante dos problemas, que a cada dia eram mais preocupantes e na tentativa de buscar soluções, se reuniram entre 22 homens, fundaram a SAMIC – Sociedade Amigos de Cláudia, com o objetivo de buscar soluções para os problemas existentes, dentre eles, trazer médico para atender a população.  E através de muito empenho e dedicação, a Associação SAMIC, comprou o Hospital e Maternidade Dona Nilza.

A comercialização de produtos alimentícios em Cláudia-MT iniciou-se através da “Venda do Sr. André”, assim conhecida pela comunidade de propriedade do Sr. André Schmaidre “in memoriam”, sua casa foi a primeira construção de madeira na cidade e onde também se instalou o primeiro comercio local.

Na década de 80, inúmeras madeireiras se instalaram em Cláudia-MT. Dentre elas, a Madeireira e Laminadora Canozo foi a que gerou mais empregos naquela década. Iniciou suas atividades na cidade de Cláudia-MT, tendo como proprietários da empresa o Sr. Augusto Canozo e seus filhos, Martinho Luiz Canozo e Augusto Cézar Canozo. Os irmãos tinham experiência na extração e comércio de madeira, pois já trabalhavam antes com o setor madeireiro, na cidade de Catanduva-SP.  Vieram para Cláudia-MT em abril de 1980, quando sobrevoando toda a Gleba Celeste, viram em Cláudia, o lugar ideal para acolher a empresa da Família Canozo. Eles começaram a trabalhar para a implantação da Madeireira e Laminadora Canozo, acreditando no desenvolvimento da região, se destacaram junto à comunidade, pois sempre tomavam a iniciativa e uniam as pessoas a fim de arrumar as estradas com as máquinas da empresa, pois esta era a maior dificuldade daquele período.

Até alcançar a sua emancipação política administrativa, Cláudia-MT era administrada por uma subprefeitura, vinculada ao Município de Sinop-MT.

Valmir Roque Anderle foi nomeado subprefeito pelo Prefeito de Sinop Sr. Geraldino Dalmaso, e atuava buscando soluções para os problemas existentes. Foi necessário realizar um plebiscito com a comunidade, que teve expressiva votação a favor da emancipação do Município, culminado finalmente na oficialização da criação do Município de Cláudia através da Lei nº 5319, de 04 de julho de 1988, sancionada pelo Governador Carlos Bezerra. As eleições municipais foram realizadas no dia 15 de Novembro de 1988, juntamente com o restante do país; e, a comunidade de Cláudia elegeu, para primeira gestão 1989/1992 o  Prefeito Sr. José Augusto Formigoni, Vice-Prefeito Sr. Acássio Guzzo, 2º gestão 1993/1996 o Prefeito Sr. Nelson Corá e o Vice- Prefeito Antônio Roberto Dalmaso, 3º gestão 1997/2000 o Sr. Vilmar Giachini e o Vice-Prefeito Neri Perondi, que foram reeleitos para 4ª gestão 2001/2004, na 5ª gestão de 2005/2008, foram eleitos para prefeito o Sr. Altamir Kurten e o Vice-Prefeito Elirio Delani, na 6ª gestão de 2009/2012 foram eleitos para Prefeito o Sr. Vilmar Giachini e seu Vice-Prefeito o Sr. Gilmar Sokoloswiski, na 7ª gestão de 2013/2016 foi eleito Prefeito o Sr. João Batista Moraes de Oliveira e de Vice- Prefeito o Sr. Airton de Lara e para a 8ª gestão de 2017/2020, foram eleitos para Prefeito o Sr. Altamir Kurten e o para Vice-Prefeito o Sr. Luiz Anselmo Feldhaus.

Neste ano de 2018, Cláudia completa 30 anos de anos de Emancipação Política Administrativa.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Entre na sua conta abaixo

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Recupere sua senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.