SAÚDE: Cláudia recebe pela 1° vez carreta de combate a Hanseníase – Prefeitura de Cláudia

SAÚDE: Cláudia recebe pela 1° vez carreta de combate a Hanseníase

Pela primeira vez no município de Cláudia o projeto “Roda-Hans”, uma unidade móvel de saúde itinerante que busca combater à hanseníase realizou atendimentos na cidade, fazendo um importante combate da doença. A carreta equipada com cinco consultórios e um posto de coleta de exames, destinada a ações que favoreçam a busca ativa de casos novos

Pela primeira vez no município de Cláudia o projeto “Roda-Hans”, uma unidade móvel de saúde itinerante que busca combater à hanseníase realizou atendimentos na cidade, fazendo um importante combate da doença.

A carreta equipada com cinco consultórios e um posto de coleta de exames, destinada a ações que favoreçam a busca ativa de casos novos da doença, atendeu mais de 150 pessoas na cidade e diagnosticou 28 casos da doença mais de 50 diagnósticos descartados, e realizou a investigação de outros 50 casos. Também foram realizados testes rápidos HIV, Sífilis, Hep B e C, “Comemoração a vida”, em homenagem a mês SETEMBRO AMARELO, aferições Pressão Arterial, Glicemia Capilar, Medidas de peso e Altura.

“Este projeto realizado pelo governo do Estado em parceria com o município que disponibiliza os servidores é muito importe para a nossa cidade já que esta doença tem cura e precisamos fazer o combate do avanço do problema. Outro ponto importante é conseguirmos diversificar nossos atendimentos conseguindo possibilitar uma gama maior de serviços para a população”, destacou a secretário de saúde Eli Rizzi.

A vinda da carreta da hanseníase contou com a parceria da secretaria de saúde e com a parceria do Cras, Creas, Amor Exigente, Conselho tutelar, Nasf, e demais profissionais da saúde realizando os diversos atendimentos durante toda a segunda-feira (17).

Projeto Roda Hans

O projeto “Roda-Hans” é uma iniciativa inovadora nesse processo, que busca não apenas diagnosticar novos casos da doença, além de conscientizar a população das cidades por onde passa, e melhorar a capacidade técnica dos profissionais de saúde desses locais.

O projeto é uma iniciativa do Ministério da Saúde, em parceria com a DAHW Brasil, a Novartis Brasil, com o apoio técnico da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MT), por meio dos Escritórios Regionais de Saúde da SES/MT e de Prefeituras contempladas com a agenda em 2018.

Estatísticas da Hanseníase em MT

Em 2017, foram registrados 3.477 casos novos de hanseníase em Mato Grosso, dos quais 184 foram em menores de 15 anos. Em 2018 já foram registrados 2.163 casos novos e 81 casos em menores de 15 anos.

Mato Grosso há alguns anos registra o maior número de casos de hanseníase entre os estados brasileiros. Os processos migratórios no Estado, em virtude das atividades econômicas favorecem a manutenção da endemia. As ações realizadas, como a capacitação dos profissionais de saúde e as estratégias de busca ativa auxiliam na identificação desses casos, já que a hanseníase se trata de uma doença silenciosa.

Por: kings