Saúde de Cláudia alerta para a necessidade de suspender visitas a parentes durante pandemia

O alerta principal é também para familiares de cidades vizinhas e em assentamentos rurais

Depois de se disseminar pelas metrópoles e grandes centros urbanos do país, o coronavírus começa a chegar e a fazer vítimas numa velocidade preocupante nas pequenas cidades do Brasil. Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostra que, nas duas últimas semanas, houve um aumento muito grande, em torno de 50% de novos casos, nos municípios que têm até 20 mil habitantes.
Diante dos dados é importante lembrar que o tão necessário isolamento social é sim permanecer dentro de casa. Mesmo assintomática, uma pessoa pode transportar o vírus para outra cidade, disseminando o coronavírus pelo estado.
Portanto, se você quiser fazer sua parte para retardar a disseminação do coronavírus, talvez esteja se perguntando o que é e o que não é seguro adotar como prática de sua nova rotina.
No momento, não existe nenhuma vacina ou medicamento antiviral para tratar os pacientes com a Covid-19. “Então, o que tentamos fazer é tentar manter as pessoas afastadas umas das outras e impedir que esse vírus se espalhe de várias maneiras. Isso inclui a sensibilização das pessoas para que evitem ao máximo o transalado entre cidades vizinhas, principalmente na nossa região que já está sofrendo com o aumento de casos”, alertou a secretária de saúde Eli Rizzi.
Dados das organizações mundiais de Saúde alertam que, pelo menos para esta doença como está acontecendo até agora, todo paciente que está doente pode infectar de 2 a 4 pessoas, em média. Desta forma surge o objetivo de tentar quebrar esse ciclo. “Isso inclui um conceito mais intesivo de distanciamento social”.
A secretária ainda lembra que mesmo nos assentamentos rurais é necessário e importantíssimo o distanciamento social.
“Estamos recebendo muitas denúncias de aglomeração e de visitas na área rural, é nesses lugares inclusive que temos que ter bastante cautela. O vírus já mostrou pelo mundo que não tem barreiras e é por isso que – e tão importante o distanciamento social, principalmente nesse momento em que a curva de contaminação está aumentando”, disse a secretária ainda em tom de apelo.

Isolamento social não significa distanciamento emocional
De acordo com os especialistas, o pico de contaminação deve acontecer nas próximas 2 a 3 semanas. Com tanta incerteza em relação a uma doença que se espalha rapidamente e tem o potencial de matar pacientes de risco, você pode se sentir sobrecarregado e exausto.
Tente conversar com os seus familiares e amigos, mesmo em isolamento social. Faça uso das redes sociais e tecnologias para se manter próximo, mesmo que distante, das pessoas que te fazem bem. Mas se possível, evite a todo custo visitar familiares em outros municípios e tampouco receber parentes em casa neste momento.

+ NOTÍCIAS

Prefeitura Informa: Suspensão do sorteio do IPTU Premiado 2020 devido ao período eleitoral

  A Prefeitura de Cláudia informa que, devido ao período eleitoral, a Lei n° 793/2020, bem como todos os sorteios…

Nota de Pesar

É com extremo pesar que a Prefeitura de Cláudia informa o falecimento do pioneiro Sr. Antônio Simoneto, vítima da Covid-19,…

Prefeitura de Cláudia dá andamento á obras de melhorias pelo município

A prefeitura de Cláudia vem desenvolvendo uma série de obras de melhorias pelo município e dá continuidade com o asfaltamento…