VÍDEO: Prefeito de Cláudia faz abaixo assinado para redução da taxa de reposição florestal – Prefeitura de Cláudia

VÍDEO: Prefeito de Cláudia faz abaixo assinado para redução da taxa de reposição florestal

Atento as oportunidades, o prefeito de Cláudia Altamir Kurten tenta mobilizar cidades vizinhas para conseguir abaixo-assinado que pede a redução da taxa de reposição florestal ao Governo Estadual, através de alteração em código ambiental. O valor fixado em na média de R$ 11 reais é cobrado para por metro cúbico para empresas que fazem aproveitamento do material de biomassa oriundo de desmatamento devidamente autorizado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema).

Em Cláudia existem mais de 250 mil hectares de floresta e visando a proximidade a grandes centros como Sinop, Sorriso Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Altamir vê a possibilidade de aumentar o giro econômico do município com a redução da taxa para o valor entre R$ 1 e R$ 1,5. “Nós percebemos que esse potencial que temos aqui de desmatamento e geração de material lenhoso em grande quantidade pode se transformar em milhares de empresas, em arrecadação impostos, e também proporcionar algumas alternativas econômicas para o nosso município”, pontua ao explanar que o material é descartado sem aproveitamento.

“A cada metro cúbico de lenha que se tira da derrubada precisa pagar R$ 11 reais de reposição florestal, o que não viabiliza para a retirada do material lenhoso da derrubada. Se joga fora, vira poluição, queimada descontrolada, faz mal pro meio ambiente, para material orgânico da terra, é um prejuízo econômico e ambiental”, explica.

O prefeito destaca que se houver a viabilização para uma taxa menor incentivaria muito mais o mercado na região, pois com a geração de energia térmica poderia ser transformada em mecânica ou também transformada em elétrica. O cálculo da Prefeitura de Cláudia estima um rendimento de R$ 50 milhões podendo chegar a R$ 100 milhões. “É um valor expressivo que não podemos deixar passar em branco e não aproveitar. Como até pouco tempo não existia um mercado consumidor para material lenhoso, hoje é uma necessidade de aproveitar. É necessário fazer essa campanha”, defende.

Até o momento Kurten conseguiu o apoio de 32 prefeituras e ainda trabalha em busca de mais apoio para conseguir o abaixo-assinado. A expectativa é de que até a próxima quarta-feira o documento seja protocolado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT) e ainda este ano obtenha um retorno positivo, tanto por parte do Legislativo quanto do Executivo Estadual.

+ NOTÍCIAS

Prefeitura de Cláudia notifica empresa para correção de inconsistência em obras

Construtora deve iniciar as correções ainda nesta segunda (20)

Secretaria de Saúde faz alerta sobre o alto índice de criadouros do Aedes Aegypti em Cláudia

Dos 225 imóveis visitados, em 40 foram encontrados larvas do mosquito
Foto: Henrique Basinski.

Novas conselheiras tutelares tomam posse em Cláudia

Responsáveis por zelar e fazer cumprir o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), as conselheiras foram eleitas pelo voto…